Mário de Andrade
por Jards Macalé

Ator, cantor e compositor, Jards Macalé iniciou sua carreira profissional em 1965, quando tocou violão na montagem paulista do show Opinião, no Teatro Ruth Escobar, em São Paulo. Nesse mesmo ano, junto com Gilberto Gil, Caetano Veloso e Carlos Castilho, participou da direção musical da peça Tempo de guerra, apresentada no Teatro de Arena, e dirigiu a parte musical do show Arena canta Bahia. Em 1968, estreou no cinema: compôs musicas sobre textos de Mário de Andrade para o filme Macunaíma, de Joaquim Pedro de Andrade, e participou da trilha sonora de O Dragão da maldade contra o santo guerreiro, de Glauber Rocha. Em 1979 lançou o álbum duplo Banquete dos Mendigos, gravado ao vivo no Museu de Arte Moderna, no Rio de Janeiro, e proibido pelo regime militar durante seis anos. Em 1991, atuou na novela Amazônia, da TV Manchete. Em 1997 musicou os dois últimos poemas que recebeu de Torquato Neto, Destino de poeta e Sim, Não, além de poema inédito do cineasta Glauber Rocha.

Informações Relacionadas